Conselho aprova investimentos em projetos para fomentar novos negócios e fortalecer setor turístico de RO

O Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia (Conder) se reuniu na manhã desta quinta-feira (28) no auditório Jerônimo Santana do Palácio Rio Madeira para a 63º reunião ordinária, a primeira presidida pelo governador Marcos Rocha, que resultou na aprovação de investimentos para projetar internacionalmente o Porto Público de Rondônia, fortalecer a presença institucional do governo na 8ª Rondônia Rural Show, impulsionar a cafeicultura e o trade turístico. ‘‘Estamos todos comprometidos com o desenvolvimento e em tornar Rondônia mais forte’’, disse o governador.

Foi aprovado o investimento de R$ 1.150 milhão para a montagem do Espaço Empresarial Internacional e Pavilhão Institucional para atendimento de empresários e autoridades na 8ª Rondônia Rural Show que será realizada entre os dias 22 e 25 de maio, em Ji-Paraná. A expectativa é que a feira movimente mais de R$700 milhões em atividades ligadas ao agronegócio e conte com a participação de mais de cem mil pessoas durante os quatro dias de evento. Outros R$ 182 mil para apoio da Expovale, em Ariquemes.

O Conder também aprovou o investimento de R$ 161.210 mil para a participação do governo na Intermodal South América 2019 – Feira Internacional de Logística, Transporte de Cargas e Comércio Exterior que será realizada entre os dias 19 e 21 de março, em São Paulo,  como forma estratégica de projetar o Porto Público e a hidrovia do Madeira como uma rota atrativa para escoamento de produção, além de expor as principais oportunidades de negócios através da Sedi e as potencialidades turísticas pela Setur.

A quarta edição do Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia (Concafé) também teve o recurso garantindo e junto com a implantação de Laboratório de Análise no campus do Ifro, em Cacoal, somam R$ 463,600 mil de investimento. De acordo com o técnico da Seagri, Janderson Dalazen, Rondônia tem cerca de 20 mil produtores da cefeicultura, produzindo mais de 2 milhões de sacas de café, sendo esse um dos primeiros produtos da agricultura familiar e a produtividade aumentou de  8 para 31 sacas por hectare de 2001 para 2019. Além disso houve a redução de 245 mil hectares para 72 mil hectares de área produtiva, ou seja , se produz mais com a utilização de menos áreas.

O turismo também passará por investimento. Serão 1.497.482,02 para capacitação de agentes de turismo abrangendo 22 municípios que integram o Mapa Turístico de Rondônia e a contratação de empresa para confecção e instalação de placas turísticas.  ”As pessoas que estão na ponta precisam de uma formação adequada para atender aos turistas. A ideia é ter três cursos de capacitação  direcionados para monitores de turismo, condutor de pesca e o de qualidade de atendimento”, afirma o superintendente da Setur, Gilvan Pereira.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia