Inércia da prefeitura contribui com roubos em residência

Residência de servidora pública foi alvo de bandidos

Falta de iluminação pública e sem limpar terrenos – mesmo sendo informado – Município gera prejuízos a moradores

A agente de saúde Claudilene de Oliveira Brigel entrou em contato com a redação do site Gazeta Amazônica para relatar um problema muito comum em Vilhena: a falta de cuidado com terrenos baldios e a falta de interesse da prefeitura em limpá-los e em seguida cobrar dos proprietários as limpezas executadas. A profissional da área da saúde teve sua casa invadida por ladrões enquanto trabalhava.

De acordo com ela, os invasores entraram por uma das janelas do imóvel e em seguida embrenharam-se no matagal que toma conta do terreno vizinho. “Cuiriosamente no mesmo dia que isso aconteceu – nesta quarta-feira, 13 – havia entrado em contato com a secretaria de obras para que eles tomassem uma providência. Pra piorar a situação, não há iluminação pública adequada no meu bairro. Na rua onde moro é uma escuridão total”, explicou.

Claudilene é moradora do bairro Alvorada. Ela contou, ainda, que ligou inúmeras vezes na secretaria de obras e solicitou tanto a instalação de iluminação pública – tendo ou não em frente à casa do contribuinte é cobrada da mesma forma – quanto a limpeza do terreno. “Além do mal cheiro que gera, há insetos e agora ladrões que utilizam a falta de iluminação e o matagal como ferramenta para garantirem sucesso em suas ações”, reclamou.