Subtenente Suchi encontra alagamentos e rachaduras em escolas municipais

Zeladoras ficam de prontidão para conter alagamentos em salas de aula

Vereador disse que irá levar o caso à instâncias superiores caso o problema não seja resolvido

O subtenente Suchi (Podemos) realizou uma batida em duas escolas municipais para averiguar reclamações que recebeu da comunidade. Os problemas vão de alagamento em salas de aula a rachaduras estruturais.

Ele relatou que chegou à escola Marcos Donadon às 5:40h sem avisar a equipe gestora “justamente para saber como está a situação”, revela. Foi recebido pelas zeladoras que estavam retirando a água da chuva que caíra dentro das salas de aula através de goteiras e fissuras naquela madrugada.

O parlamentar relatou que algumas paredes estavam tomadas pelo mofo, a tinta estava caindo “e o que é pior: havia vazamento de água pelos bocais das lâmpadas e também pelos ventiladores. Não precisa ser técnico em eletricidade pra saber que isso pode causar curto circuito”, disparou.

Suchi notou, ainda, que o material produzido nas aulas, que são aplicados às paredes foram deteriorados por conta da água que escorre. O material, que serve de estímulo para desenvolvimento intelectual das crianças tem que ser refeito pelas professoras.

Material produzido pelos alunos em sala são deteriorados diariamente por conta dos vazamentos

Já na escola Ângelo Mariano Donadon, o parlamentar detectou diversos pontos de infiltração, parte elétrica comprometida e rachaduras.  “O secretário nem pode alegar desconhecimento do caso, afinal de contas era diretor da escola até pouco tempo atrás”, alertou.

O subtenente contou que caso o problema não seja solucionado nas próximas semanas, irá levar a conhecimento de instâncias superiores.

Os vereadores estão visivelmente irritados com a situação da educação municipal. Em sua última fala na tribuna, a vereadora Valdete Savaris (PPS) não poupou críticas ao setor quando reclamou que há relatos de crianças que foram internadas por consumo de água inapropriado nas escolas.

Sujeira trazida pela água das chuvas às salas
Paredes sendo destruídas pela umidade

Carteiras são de MDF, a água que cai pelo teto está molhando o mobiliário
É comum as zeladoras realizarem limpeza das salas com os alunos em aula
Zeladoras ficam de prontidão: a cada chuva vira corre-corre para amenizar problema