Vereador pede calma e mais tempo antes de exigir demissão de secretário de saúde

Célio Batista em discurso na tribuna

Célio Batista disse que Afonso Emerick é competente, mas precisa de um pouco mais de tempo pra fazer as coisas andarem

“Alto oficial” da tropa de choque do então prefeito Zé Rover (PP) na legislatura que terminou com a maioria absoluta dos vereadores na prisão, o vereador Célio Batista (PR) utilizou a tribuna nesta terça-feira, 9, para defender o secretário de saúde, Afonso Emerick, das críticas e pedido de exoneração por parte do subtenente Suchi (Podemos).

Em sua fala, o vereador disse que é necessário ter um pouco mais de calma para que as coisas na Secretaria de Saúde entrem em ordem.

Célio relatou que Afonso tem bom trânsito no Governo Federal justamente por ser líder dos secretários municipais de saúde, e de acordo com seu entendimento o município só tem a ganhar com isso.

Em continuação de sua defesa, o vereador disse que o secretário é competente, “mas precisamos dar mais tempo para que possa mostrar serviço”, defendeu.

A crítica que Célio fez sobre a saúde é a falta de interesse por parte do Governo do Estado em assumir a gerência do Hospital Regional, da desunião dos prefeitos do Cone-sul do estado, e também do Mato-Grosso que não se juntam para efetivar esta meta.

O prefeito Eduardo Japonês (PV) está no mandato desde julho do ano passado, quando tomou posse efetivamente. Antes disso, quem comandava a prefeitura era o então presidente da câmara de vereadores, Adilson de Oliveira (PSDB) à época aliado da equipe de Japonês.

O prefeito está no comando do município há oito meses e ainda solicita, através de seus enviados da câmara de vereadores, mais tempo para esquivar-se das críticas.