Jogos Abertos da Comunidade Indígena em Rondônia

Como forma de inclusão social e democratização de acesso ao desporto de participação, a Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) inicia o planejamento do torneio que irá movimentar todas as comunidades indígenas do Estado, os Jogos Abertos da Comunidade Indígena (Jaci), criado por meio da Lei 4.346 de agosto de 2018.

Em Rondônia, O Jaci tem a finalidade de fomentar a cultura de paz e incentivar, valorizar e fortalecer a prática dos esportes tradicionais nas comunidades indígenas. “Sempre que pensamos em um tipo de competição desportiva, pensamos em Copa do Mundo, Jogos Olímpicos, e até nas Olimpíadas de Inverno, competição que tem pouca participação do Brasil. Dificilmente imaginamos os jogos para os povos indígenas. Rondônia quer mudar essa realidade e incentivar a valorização costumes indígenas”, pontuou o superintendente da Sejucel, Jobson Bandeira.

Ainda segundo Jobson Bandeira, os jogos  irão promover a identidade das culturas de suas origens e isso fomentará a cidadania indígena. “As etnias devem ganhar destaque espontâneo, esse trabalho faremos juntos para que seja um grande evento esportivo e referência na Região Norte”.

Os jogos devem acontecer até o mês de novembro e terá a participação de todas as etnias e, também, será feita uma articulação com as aldeias próximas, de estados vizinhos, para participarem da competição.

Texto e Foto: Secom/Rondoniaovivo