Vilhena alcança 80% da meta de vacinação; Governo Federal ampliou período de campanha

Foto - Divulgação

Rondônia está na lista dos estados que estão dentro do cronograma estipulado pelo Ministério da Saúde

O Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou nesta segunda-feira, 27, que o alcance da cobertura vacinal contra a gripe H1N1 chegou a 80% no último relatório expedido pela Atenção Básica do município, o qual foi expedido na sexta-feira, 24.

Nesta semana de reta final, o postinho de saúde do Cristo Rei, Lírio Hoesel, ficará com o setor de vacinação aberto até às 22h durante os próximos cinco dias.

“É muito importante que todos fiquem atentos aos públicos que precisam ser vacinados com prioridade. Nossa meta está quase sendo batida, mas também faltam poucos dias para a campanha acabar. A gripe H1N1 é perigosa e todos devemos nos proteger”, revela a coordenadora da Atenção Básica, Ana Carla Andreola.

Quem deve ser vacinado

O Ministério da Saúde definiu os públicos alvos prioritários e, assim, forneceu aos municípios as doses que correspondem à quantidade de pessoas dentro de cada grupo.

Devem receber a vacina pessoas com mais de 60 anos, crianças com mais de 6 meses de idade e menos de 6 anos, gestantes, mães com bebês de até 45 dias de vida, pessoas com necessidades especiais, portadores de doenças crônicas, professores, profissionais da saúde e profissionais das forças de segurança e salvamento. A orientação é que cada um deve levar sua caderneta de vacinação.

Foi elaborado também aviso às famílias das 12 mil crianças da rede municipal de educação. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) todos os grupos juntos somam um total de 20.510 pessoas.

Relatório de campanha

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou nesta segunda-feira, 27, que o prazo final para encerramento da campanha será prorrogado.

O chefe geral do ministério da saúde explicou, durante evento em Sorocaba (SP) que é praxe do órgão dar mais prazo para que os estados e municípios possam bater suas metas de vacinação.

O ministro relatou que a meta do Ministério da Saúde era vacinar 90% do público-alvo, composto por 59,4 milhões de pessoas, até o dia 31. No entanto, até esta segunda-feira, data da declaração de Mandetta, 42,5 milhões de pessoas haviam sido vacinadas. O número corresponde a 71,6% do público-alvo.

O relatório do Ministério aponta que o estado de Rondônia está com 72,6% de sua meta batida e encontra-se dentro do cronograma estipulado pelo Governo Federal.