Cardiologista é preso em flagrante sob acusação de cobrar por exames médicos dentro do Hospital Regional

Funcionária do acusado estava com equipamento e recibos emitidos em nome do paciente

O caso aconteceu na noite desta sexta-feira, 7, no Hospital Regional de Vilhena. O cardiologista Charles Novaes de Almeida foi acusado de cobrar R$ 380 por ecocardiograma ao paciente Nelson Amancio de Oliveira. A denuncia foi feita diretamente ao Diretor Clínico da unidade, Romualdo Kelm, que levou o caso ao conhecimento da polícia.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) registrado sobre o caso, o médico teria cobrado a quantia para realizar o procedimento no homem que estava internado no hospital público. A família aceitou arcar com o custo e, de acordo com a denúncia, o próprio médico receitou o exame que foi realizado de modo particular.

A medida, de acordo com o BO, contraria a ética médica. O cardiologista foi levado à Unisp para registro de ocorrência. Após a saída do profissional, policiais que estavam na operação perceberam o momento em que a funcionária do médico estava deixando o hospital.

Ao ser indagada sobre o que carregava, ela apresentou o aparelho móvel para a realização do exame e alguns recibos em nome do paciente. Aos policiais, a funcionária disse que foi chamada ao local pelo chefe para auxiliar na realização do procedimento.